IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

sábado, 25 de novembro de 2017

What makes you beautiful

Resultado de imagem para harry styles photoshoot

-Caramba, essa roupa está ridícula em mim -s/n disse, enquanto se olhava no espelho e soltava um muxoxo frustrado.

Eu estava jogado na cama mexendo no celular apenas esperando-a terminar de se arrumar para, então, irmos ao jantar de aniversário da minha mãe. Só que, como na maioria das vezes, ela estava demorando muito e já tinha colocado mais de mil roupas. Dessa vez, estava com um vestido preto, as mangas iam até seu cotovelo e ele era um pouco rodado abaixo da cintura. Estava linda. Como ela podia achar que estava feia?

-Amor, você tá linda, confia em mim -afirmei, tirando a atenção da timeline do twitter e olhando pro seu rosto através do enorme espelho.
-Difícil confiar em você quando o meu reflexo me diz o contrário.

Revirei os olhos, perdendo um pouco a paciência. Eu realmente não sei porque s/n é tão insegura com a imagem dela, se ela ao menos pudesse enxergar com os meus olhos por um dia inteiro, veria o quanto ela é maravilhosa para mim.
Minha namorada jogou os cabelos para trás e se virou um pouco de lado para observar sua imagem na lateral, e dessa vez, respirou fundo, ainda chateada. Joguei meu celular pelo colchão e me levantei, indo até ela.

-Eu fico triste vendo uma cena dessas, s/n, sinceramente.... -comentei, parando ao lado dela, de frente para o espelho, com os braços cruzados.
-Que cena? essa? -ela pontou para o próprio reflexo- pois é, eu também fico -eu ri da palhaçada dela.
-Você é muito boba, meu Deus do céu! A cena triste é você se sentindo feia quando, na verdade, é linda.
-Harry, você é suspeito pra falar -ela fez uma carinha de criança chorona, que me fez rir outra vez.
-Não sou não, se você estivesse feia, eu falaria.
-Mentiroso! Você nunca me disse que eu estava feia -ela me olhou- se eu estiver com uma olheira do tamanho do mundo e toda descabelada você vai continuar dizendo que tô bonita.
-Porque você é bonita até mesmo assim... -disse, sorrindo.
-Queria acreditar.
-Chega dessa palhaçada, estamos atrasados e temos que ir agora mesmo -falei, já pegando meu celular em cima da cama e andando até a porta. S/n suspirou, derrotada, e caminhou até onde suas sandálias estavam. Ela calçou rapidamente e me seguiu para fora do quarto.

O caminho até a casa da minha mãe foi quieto, o único som que se ouvia era a música calma da rádio. Quando chegamos, cumprimentamos alguns familiares meus que estavam lá e ficamos conversando até o jantar ser servido. Comemos com gosto, porque obviamente a comida da minha mãe estava ridícula de tão boa e, no final da noite, enquanto alguns tios meus iam embora e eu conversava com meus primos, procurei por s/n pela casa, e achei-a conversando com minha mãe. As duas riam de alguma palhaçada que minha namorada havia dito, e eu escondi um sorriso nos meus lábios. Ela é tão linda, todo mundo nessa casa via isso, menos ela... Como pode?
Seus olhos encontraram os meus e eu dei uma piscadela, o que a fez rir. 
Iluminadora do meu mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário