IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

"Are you two dating"?

LINDOOOOOOOOOOOOOOOO
Obs.: Esse imagine foi baseado na entrevista da Camilla Cabello e do Shawn Mendes para o Late Late Interview.
*Eu inventei o nome do programa de TV no imagine, assim como também inventei o nome da apresentadora.
*Também saiu da minha cabeça o nome da banda dela (já que ela faz parte de uma girlband), e o nome da música que ela e o Liam cantam juntos e o nome do apresentador James Starrew.


-Bem-vindos de volta ao TV show celebrity -a apresentadora Lily Fox falou, com um sorriso estampado no rosto- Hoje, quem está aqui comigo é a linda cantora S/n s/s, integrante da girlband "West Girls" e Liam Payne, integrante da boyband One Direction! 

A platéia aplaudiu e gritou, e os dois jovens sorriram, retribuindo o carinho.

-Bom, vocês estão aqui para divulgar uma música que gravaram juntos, a "where is love?", porém, como eu sou uma apresentadora muito curiosa, preciso perguntar coisas a mais.
-Nós já esperávamos por isso -Liam brincou, fazendo a platéia rir.
-Eu vi a apresentação de vocês no AMA, ontem a noite e, uau! Simplesmente arrasaram!
-Muito obrigada, fico feliz que gostou -S/n sorriu.
-Eu não gostei, eu amei! Além de vocês cantarem muito, possuem muita química, se é que me entendem... -ela fez uma expressão maliciosa e o estúdio de gravação se encheu de risadas.
-Na verdade, nós não entendemos muito bem, mas vamos fingir que sim -Liam brincou mais uma vez. Todos riram.
-Ah, vamos lá, vocês sabem muito bem o que eu quero dizer, mas já que insistem, serei mais direta: Vocês estão namorando? -Liam e S/n se entreolharam e sorriram.
-Não, nós não estamos namorando -ela respondeu.
-Desculpe, mas não acredito em vocês -a apresentadora disse, e a platéia riu.
-Nós realmente não estamos -S/n voltou a afirmar, sorrindo.
-Vocês nunca nem saíram, trocaram uns beijinhos?
-Nós saímos? -Liam perguntou à S/n, zoando.
-Não, Liam, nós nunca saímos -ela respondeu.
-É, na verdade, eu tento chegar nela, mas só recebo fora -ele afirmou.
-Liam! -S/n o repreendeu, fazendo todos rirem.
-Quer dizer que você tenta, Liam? -Lily Fox insitiu, sorrindo maliciosa- Certo, vamos chegar ao fundo da questão.
-Ah, não não -Payne negou com a cabeça, sorrindo.
-Vocês estão muito defensivos -Lily disse.
-É porque, no fim das contas, nós não estamos namorando.
-Mas, Liam, você disse que quando chega nela, é rejeitado...
-Sim, totalmente -Ele respondeu.
-Liam, pare já com isso -S/n disse, fazendo todos rirem.
-Bom, para mim, parece que vocês dois se amam, só não sabem como fazer o relacionamento dar certo. Gente, não tem como vocês não terem ficado!
-Tem, sim, porque nós não ficamos.
-Bom, eu não acredito.
-Que pena, você está se iludindo -Liam respondeu, e todos deram risada, até mesmo a apresentadora.
-O mais engraçado do que ver vocês dois mentindo para mim, é ver a equipe publicitária de vocês ali atrás surtando com as perguntas e respostas -apontou para a equipe, que estava atrás das câmeras de gravação.

[...]

-Ela é insistente, né? -S/n disse, se referindo à Lily Fox. Os dois já estavam dentro da van, voltando para o hotel.
-Muito -ele concordou, rindo- Mas eu disse a verdade.
-É, eu percebi -ela mandou um olhar de repreensão para o garoto.
-Ah, o mundo todo já sabe que eu gosto de você. É só começar a me seguir no Instagram para ver que eu só tenho fotos contigo.
-Isso não significa nada, seu bobo, no meu snapchat aparece mais você do que eu mesma.
-Isso é ótimo, demonstra que você também está gostando de mim.
-Ou pode só significar que estamos passando tempo demais juntos por causa das viagens para gravar entrevistas e fazer shows.
-Obrigada por acabar com quase todas as minhas esperanças -ele disse, virando a cara. S/n suspirou e virou o corpo no banco da van para ficar totalmente de frente para ele.
-Liam, olha para mim -ele não olhou- Liam! Olha para mim.
-S/n, você já deixou bem claro seus sentimentos, está tudo bem, eu tenho que entender -ele respondeu, olhando-a brevemente para depois desviar outra vez.
-Isso é uma droga, sabia?
-O que exatamente é uma droga, S/n?
-Você ficar chateado comigo só pelo fato de eu não corresponder seus sentimentos. Está acabando com todo nosso companheirismo de antes -ela virou para frente novamente, dessa vez emburrada.
-Não está acabando com nosso companheirismo, não fala besteira.
-Ah, não está? É só tocar nesse assunto de sentimentos que a gente acaba brigando. Isso está ficando desgastante. 
-Se eu pudesse escolher não gostar de você, eu escolheria, mas infelizmente não dá, então não fique irritada por eu não ficar feliz com seus foras, ok?

A van parou na hora, e S/n não esperou nem mais um segundo para levantar e sair de perto de seu companheiro de trabalho. Ambos ficavam irritados quando tratavam sobre esse assunto, e como S/n é mais esquentada que Liam, prefere sair de perto para não falar ou fazer nada que venha se arrepender depois.

-S/n, não se esquece da entrevista amanhã cedo! -a assessora disse, indo atrás dela com papéis na mão enquanto a cantora dava passos rápidos e fortes- Logo depois tem a apresentação ao vivo. Passo no seu quarto às 9:30.
-Não, Beth -parou rapidamente e virou-se para ela- Eu te encontro no saguão principal às 9:30.
-Tudo bem -ela respondeu. S/n acenou com a cabeça numa forma de agradecimento e depois pegou o elevador.

[...]

S/n P.O.V

Quando acordei, o relógio marcava 9:00. Dei um pulo da cama tão exagerado, que quase caí no chão quando fiquei de pé. Minha visão foi escurecendo, minha cabeça começou a latejar e eu percebi que levantei da cama muito rápido. 
Quando tudo voltou ao normal, eu corri para o banheiro. Tomei uma ducha rápida já que não poderia vacilar com a hora, e depois vesti o look separado para o programa de TV de hoje. Ajustei os últimos detalhes e, antes de sair do quarto, peguei meu óculos escuro e o celular.
Coloquei o óculos dentro do elevador porque vi que o sol estava muito forte, e quando cheguei no saguão, todos estavam esperando por mim. Já eram 9:35.

-Podemos ir, pessoal. Desculpem o atraso.
-Tudo bem. Vamos logo que a produção do programa está nos esperando.

Na van, não sentei perto do Liam porque claramente não estamos nos aturando. Ele estava de cara feia e quase não direcionava o olhar para mim. Eu entendi o recado implícito para não me aproximar. 
Fiquei do lado de Beth e revisei todos os compromissos para o dia de hoje e me toquei que seria um saco dar entrevistas ao lado de Liam sem falar com ele. Mas tudo bem, daríamos um jeito.

Ao chegar no estúdio do programa, vimos a quantidade de fãs que estavam ali, esperando por nós. Quando eles avistaram nossa van preta, gritaram tanto que eu pensei que fossem ferir suas cordas vocais. Sorri com o carinho. Era sempre assim.

-Posso falar com eles depois? -perguntei à Beth, que mexia em algo no seu iPad.
-Acho que não, nosso dia está corrido hoje, cheio de compromissos. 
-Nem por 20 minutinhos? -ela sorriu.
-Ai, S/n, tudo bem, eu arranjo um espacinho na agenda. Mas você não vai poder demorar.
-Tudo bem! -bati palminhas alegres e ela riu.

Em seguida, foi a mesma rotina de sempre: fui levada para o camarim, me maquiaram, ajeitaram meu cabelo, e depois Liam e eu ficamos esperando o apresentador nos chamar. Nenhuma palavra foi pronunciada, mas eu fiquei com muita vontade de dizer o quanto ele estava cheiroso.

[...]

A entrevista seguiu normal. Nós quase não nos referíamos um ao outro, apenas respondemos as perguntas do apresentador e ouvimos os gritos da platéia. Mas agora é a melhor hora: receber o carinho dos meus fãs.
Saí do estúdio correndo até eles e, conforme eu me aproximava, mais meu ouvido doía por causa dos gritos, e eu comecei a rir por isso.
Comecei a dar autógrafos, tirar milhares de fotos, gravar vídeos para as amigas das que estavam ali, ouvir vários "eu te amo"... Essa é a melhor parte de todo o meu trabalho.
Até perguntaram sobre o Liam e eu respondi com um simples "eu não sei, acho que ele ainda está dentro do estúdio.". Também quiseram saber por que nós não estávamos namorando. Eu ria e dizia "somos só bons amigos."
Eu atendi quem pude, pois só consegui vinte minutos, e depois voltei para dentro do estúdio. Liam estava tirando foto com duas crianças da platéia com blusas do One Direction quando minha assessora veio até mim perguntar se eu estava pronta para o próximo compromisso do dia.

[...]

O restante do dia foi abarrotado de entrevistas, como o esperado, e eu e Liam não nos falamos o dia inteiro. Claro que nossa equipe de publicitários percebeu que alguma coisa havia rolado entre nós, e acabamos recebendo uma bronca. "Eu sei que rolou algo entre os dois, mas o público, os fãs, e todas as revistas no mundo não precisam saber disso, então coloquem um sorriso no rosto e finjam que tudo está em perfeito estado.", disse Jeff, nosso profissional de relações públicas.
Bom, nós tivemos que obedecer e tentamos fingir no restante das entrevista que tudo estava bem entre nós. Eu me sentia ridícula por isso, e tenho certeza que o Liam também.
Quando a última entrevista acabou, eu me senti completamente cansada e com fome. Atendendo meu pedido, a equipe aceitou passar no drive-thru do McDonald's. Fizemos nossos pedidos, pegamos nossos lanches, voltamos para o hotel.
No meu quarto, eu tomei um banho, coloquei meu pijama mais quentinho e confortável, e comi o hambúrguer maravilhoso do meu fast food favorito.
Estava deitada na cama, rolando a timeline do twitter e quase dormindo, quando bateram na porta. Obviamente eu estranhei, mas mesmo assim fui até lá. A droga da porta não possuía olho mágico, então não tinha como eu saber quem era. Será que é um criminoso que descobriu que eu estou aqui? Ou um fã bem maluquinho? COMO VOU SABER?
Resolvi colocar meu cérebro para pensar por alguns segundos e cheguei a conclusão de que a melhor forma de descobrir era perguntando, afinal, eu não tinha coragem de sair abrindo a porta do quarto assim, para qualquer um, com o relógio marcando uma hora da manhã.

-Quem é?
-S/n, sou eu -Era a voz do Liam. Baixa e calma.
-O que você está fazendo aqui? -perguntei, ainda sem abrir a porta.
-Dá pra você abrir logo essa porta, por favor? -pediu, e pude notar que estava perdendo a paciência. Eu que deveria perder, já que ele bate na porta do meu quarto de madrugada. E se eu estivesse dormindo?

Bufei, mas abri a porta, e encontrei-o com um braço debruçado na lateral da porta e o outro dentro do bolso da calça de moletom. Aliás, era só isso que ele estava usando.

-O que houve, Liam? Você veio aqui para brigar de novo?
-Você fala como se fosse sempre eu que começo as discussões.
-Eu não disse isso, mas não estaria mentindo se dissesse -cruzei os braços. Eu ainda estava chateada com ele. Liam olhou fundo nos meus olhos e suspirou.
-S/n, eu não quero brigar, ok? Vim aqui para tentar consertar as coisas. Eu odeio ficar sem falar com você, ainda mais por uma coisa idiota.
-Então acho que deveria repensar suas atitudes.
-Para de agir como se a culpa de tudo fosse só minha. Você vive me enchendo de fora e quer que eu fique feliz com isso, não dá para entender.
-Eu não vivo te enchendo de fora, que saco, Liam! -bati o pé. Ele desencostou a mão da parede e colocou-a no outro bolso da calça, ficando com as duas mãos dentro do bolso.
-Posso entrar? Precisamos conversar -disse, olhando diretamente em meus olhos. Quem ensinou esse garoto a persistir no contato visual? Céus!
-Tudo bem -concordei e saí de perto da porta, dando-o espaço para entrar.
-Eu... Eu odeio quando temos que fingir que está tudo bem entre nós para a mídia quando, na verdade, não está. Sei que você também detesta isso, então nada melhor do que resolvermos nosso problema e seguir trabalhando normalmente.
-Ok, concordo com você. Como vamos resolver isso?
-Pedindo desculpas, quem sabe? -arqueou a sobrancelha.
-Eu peço desculpas pelo quê exatamente?
-Ah, S/n, por favor -ele rolou os olhos- Você quer que eu comece? Tudo bem, eu começo. Me desculpa por ficar insistindo em um relacionamento que, no final das contas, nunca vai dar certo. Minha intenção nunca foi te deixar chateada comigo por causa das minhas atitudes, muito pelo contrário, mas meu sentimento cresceu e eu fiquei agindo como se algo fosse mudar por isso... Bom, nada nunca vai mudar, então, me desculpe por achar que iria. Qualquer dia desses eu me desapego de você. -ele engoliu em seco e não tirou os olhos de mim. Me senti péssima- Bom, é a sua vez.
-Desculpe por brincar com seus sentimentos, mesmo não sabendo que eu fazia isso. Você é uma pessoa muito especial e eu nunca planejei te deixar chateado também. Sei que as vezes posso parecer uma garota ridícula e insensível, mas eu só não sei lidar muito bem com essas coisas como você sabe. Então, desculpa... -mordi os lábios e abaixei a cabeça, um pouco envergonhada, confesso. Depois de alguns segundos, senti os braços de Liam me envolverem em um abraço. Quase que eu chorei, pois é tão difícil ficar sem falar com uma pessoa como ele, mas eu me segurei. Seria micão.
-Melhor assim, não? -ele murmurou contra meus cabelos e eu sorri.
-É, bem melhor -apertei-o mais contra mim e depois o encarei- Desculpa, de verdade, Liam, fui idiota e imatura e...
-Shiu... -ele colocou seu indicador sobre meus lábios- nós dois fomos idiotas, não se torture por isso.

E naquele momento eu pude ver o quanto Liam é um cara incrivelmente doce e romântico. Talvez ele seja o homem mais maneiro que eu já conheci em toda a minha vida, depois do meu pai.
Os olhos dele estavam naquele tom de mel claro e eu não conseguia parar de encará-los. Analisei cada traço de seu rosto e fui abrindo um sorriso aos poucos, não me pergunte por quê. 
Parecia que Liam não conseguia piscar e, diferente de mim, seu semblante estava sério. Não triste, mas sério. Como se estivesse vendo algo digno de total atenção e admiração. Fiquei um pouco envergonhada porque, no caso, esse "algo" sou eu! 
Daí eu pensei "por que eu não peguei esse homem para mim ainda? olha esse corpo, olha esses olhos, olha essa boca, olha essa cara, olha esse corpo, olha essa temperatura quente que ele emana, olha o quão lindo ele é."
Bom, com essas perguntas girando na minha cabeça, eu me senti uma idiota. Liam me dava a maior bola e eu, como sou TROUXA, nem ligava para isso, porque eu nem percebia o tipo de homem que eu tinha como amigo e companheiro de trabalho.
Para amenizar os adjetivos horrorosos que eu estava atribuindo para mim mesma, e para dar uma chance ao amor e ao meu coração, eu beijei Liam.
Sim, beijei-o com toda vontade do mundo, com toda a alegria e felicidade que estava se formando dentro do meu coração.

Dois meses depois...

-E agora, o momento tão esperado para os jovens de todo o mundo: com vocês, S/n s/s e Liam Payne! -fomos recebidos com gritos e aplausos, como sempre. Nos acomodamos no sofá vermelho acolchoado e logo James Starrew estava nos cumprimentando.
-S/n, você está linda como sempre -ele elogiou.
-Muito obrigada, James.
-Você também está bem bonitinho, Liam, mas eu não costumo ficar elogiando homens -todos riram- Bom, vamos falar do novo single de vocês! É ótimo, estou viciado.
-Uau, que bom! -Liam afirmou, sorrindo- Fico feliz que tenha gostado, trabalhamos duro nele.
-É, verdade -concordei.
-Não fui só eu que gostei, pelo visto, né? Afinal, a música de vocês ficou durante três semanas no topo do iTunes, isso é demais!
-Simmm! Totalmente demais -concordei, sorrindo de orelha a orelha.
-A S/n ficou chorando de alegria quando soube -Liam zoou e todos riram.
-É mentira, gente, eu não fiz isso.
-Mas quando tocou nas rádios você surtou.
-Liam, não é legal você ficar explanando as pessoas assim, sabia? -disse e todos riram, inclusive James.
-Bom, Liam, a S/n pode até ter chorado, mas você dançou, não é? Nós vimos o vídeo -James disse.
-Ela me obrigou -Liam apontou para mim, que rapidamente neguei com a cabeça, fazendo a platéia rir.
-Não foi bem assim -me ,

-Me contem como esse vídeo aconteceu, então... Quem teve a ideia de gravá-lo? -James perguntou.
-Eu vou contar a história toda porque gosto dos detalhes -eu disse, fazendo a platéia gargalhar- Isso aconteceu antes da fase de divulgação, então quando eu ouvi a música no rádio pela primeira vez, estava dirigindo para o chá de bebê de uma amiga. Eu fiquei muito feliz, claro, e aí eu fui ligar para o Liam, mas quando fui procurar o celular, não achava de jeito nenhum. Daí eu tive que mudar o caminho e ir até a casa dele, porque eu tinha que contá-lo. Cheguei lá que nem uma doida, bati na porta dele centenas de vezes e quando ele finalmente veio me atender, estava com uma cara de sono terrível.
-Eu tinha acabado de acordar -Liam levantou as mãos em rendição.
-Só que eu nem liguei para isso na hora, né. Eu gritei "LIAM, NOSSA MÚSICA TÁ TOCANDO NO RÁDIO"! E adivinhem o que ele respondeu?
-O que ele respondeu, S/n?
-Bom, Liam me puxou para dentro da casa dele e disse "fale baixo, você vai acordar a vizinhança" -todo mundo ficou gargalhando por pelo menos um minuto.

O apresentador James nos fez contar várias histórias e, no final de tudo, fez aquele pergunta básica que todos os apresentadores têm de fazer para satisfazer o público adolescente:

-Como está o coração de vocês.
-O meu tá batendo. O seu tá, Liam? -brinquei e James e a platéia riram de novo.
-Tá, S/n.
-Ótimo. Estamos bem, James. Nada de ataques cardíacos por aqui.
-Que bom, então -James disse, se recompondo do riso- Vocês estão namorando ou não, droga, falem para nós! Todos querem saber.
-Todos quem?
-Todo mundo.
-Minha avó não parece muito interessada em saber se estou namorando.
-Pois é, Liam, nem a minha -brincamos.
-Ok, mas os fãs, os jornais, as TVs, o público, as pessoas querem saber.
-Poxa, James, você não quer saber? -me fingi de triste.
-Eu quero.
-Então por que não se incluiu?
-Vocês não vão conseguir me enrolar, eu não vou deixar -ele garantiu, rindo.
-Nós podemos cantar?
-Pode, sim, daqui a pouco.
-Não, tem que ser agora.
-O que vocês acham? -James olhou para a platéia- deixo eles cantarem?
-SIMMMMMMMMM.

Nossa banda já estava posicionada, então nós nos posicionamos atrás dos microfones, e quando a batida da nossa música começou, começamos a cantar:


Quando finalizamos, nos abraçamos e... nos beijamos. Durante o ato, ouvimos um coral de "ohhhhh" e eu fiquei com muita vontade de rir. Imagine como estaria a cara das fãs, dos shippers e de todos os jornalistas que estavam esperando uma confirmação como essa aparecer.
Bom, nós queríamos um jeito inovador de assumir o relacionamento, e essa ideia foi de Liam. Eu amei e nós acabamos fazendo, para a surpresa de todos.

-Acho que minha pressão abaixou -James disse, sendo dramático- Isso é uma confirmação?
-Bom, o que você acha?
-Eu acho que amanhã, vocês dois saírão nas capas dos jornais, sites, revistas e tudo quando é rede social.
-Eu também acho, mas não estou ligando muito para isso -Liam comentou, sorrindo e passando um de seus braços por volta do meu pescoço. A platéia fez um "awnnn".
-Bom, gente, o programa vai ficando por aqui... Espero que vocês consigam dormir direitinho depois dessa bomba porque eu acho que não vou conseguir -todos riram.
-Um grande beijo, gente. Obrigada por tudo -me despedi.
-Até mais, galera! -Liam emendou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário