IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

You don't know who I am? Part.III

Resultado de imagem para louis tomlinson tumblr 2017

-Qual é o mais bonito, Tomlinson? -Perguntei enquanto segurava dois lindos vestidos no cabide, em frente ao rosto de Louis para que ele pudesse opinar.
-Gostei do vermelho -Disse, parecendo sincero.
-Eu também -Sorri, colocando o azul no lugar e indo até o caixa. Não sem antes parar para ver mais algumas peças de roupas- Minha amiga ligou aquela hora para ver se eu gostaria de jantar com ela...
-Legal. Você vai? -Perguntou, olhando alguns casacos masculinos.
-Só se você estiver disponível para me levar.
-Já disse que sou todo seu durante o final de semana inteiro.
-Ui... -Brinquei e ele riu, achando graça- E você quer jantar com a gente?
-Não quero atrapalhar a conversa feminina de vocês -Justificou.
-Ah, ela vai levar o namorado dela, não quero ficar de vela. Se você for, vou ter companhia.
-Hm, agora entendi -Falou- Então, ok. Sem problemas! Vou jantar com você.
-Responde direito, parece que eu te convidei para jantar.
-Mas você convidou! -Respondeu, zoando com a minha cara.
-Que convidei o quê, Tomlinson! -Dei um soquinho em seu (musculoso) peitoral- Você só vai porque é gentil o suficiente para permitir que sua amiga aqui -Apontei com os dois dedos indicadores para mim mesma- Não fique segurando vela.
-Para mim, continua sendo um convite para um encontro -Ele cantarolou, me provocando. Só que eu comecei a rir.
-Você é um chato, Louis Tomlinson -Ele me deu língua.

[...]

Meu espelho dizia com todas as letras que eu estava deslumbrante e eu confiei nele, esperando que minha roupa realmente estivesse boa o suficiente para... Para a altura do novo restaurante, claro. Ou não, sei lá.

Louis demorou uns 10 minutos para chegar, mas quando chegou, conseguiu me deixar de boca aberta. Eu abri a porta de casa e ele estava encostado em seu carro, na maior pose de galã conquistador. Louis estava tão simples, mas ao mesmo tempo tão elegante. Usava uma calça jeans escura, uma blusa de manga preta e uma jaqueta. Aproveitei que ele ainda não tinha reparado minha presença e fiquei admirando-o mais um pouco. Quando me toquei de que aquilo estava ficando ridículo, comecei a andar em direção a ele.

-Nossa, que gata. Tá querendo me conquistar? -Brincou, me dando um abraço gostoso. O perfume que ele usava, com certeza, afetou meu cérebro de tão bom que era.
-Engraçadinho você, hein.
-Porque se você está tentando me conquistar, tá conseguindo.
-Você entrou na fila para ser bobo quantas vezes? -Rebati, rindo de uma careta que ele fez.
-Bem menos do que você para a fila da beleza.
-Louis, quer parar de ficar me cantando? -Pedi, já ficando constrangida e ele gargalhou da situação. Abri a porta do carro e ele deu a volta para fazer o mesmo.
-Suas bochechas ficaram vermelhinhas -Comentou- Que graça, S/n! -Ligou o carro.
-Fica quieto! -Mandei, fazendo uma falsa cara de brava- E você chegou 10 minutos atrasado, ok? Não pense que eu não percebi isso.
-Nossa, você conta os minutos até para me ver, impressionante -Ele não perdia o humor.
-Vai vendo...

No segundo seguinte, minha amiga me ligou. Atendi, preparando meus ouvidos para ouvir as reclamações dela:

-Já estou chegando, relaxa -Disse, assim que atendi.
-Na verdade, preciso te contar uma coisa... -Falou com a voz baixa.
-O que foi, Jenny? -Sabia que alguma notícia ruim viria.  
-Na verdade, eu não vou poder mais ir ao The JacksFood.
-O QUÊ? Por que?
-Michael desmarcou comigo.
-Aff, sempre achei esse cara um idiota.
-S/n! -Ela me repreendeu e eu fechei os olhos com força.
-Ok, Jenny, vou ver o que posso fazer aqui.
-Não deixa de jantar com o tal Louis, não. Talvez seja uma boa.
-Tá, tá. Tchau -Desliguei, com raiva.
-Que foi? -Luis perguntou.
-Aconteceu um imprevisto.
-Ela não vai mais poder ir?
-É... Você ainda quer ir jantar?
-Não vejo porquê não irmos. Estou cheio de fome... Você não quer mais ir?
-Quero, claro que quero! 
-Então, vamos, ué! -Ele disse. Nem assim ele perdia o senso de humor.

[...]

-Eu não acredito que você é apaixonado por camarão. Eu também sou! -Disse, animada, depois de ouvir o que Louis tinha pedido para jantar.
-Quem não gosta de camarão, né? -Deu um sorriso lindo- É o melhor fruto do mar.
-Com toda certeza -Concordei- Tenho muita pena de quem é alérgico a essa delícia.
-São pessoas infelizes, cara -Tomlinson afirmou de uma maneira tão convicta e engraçada que me fez gargalhar- Sinceramente, não sei como eles aguentam.
-E você já comeu strogonoff de camarão?
-O que? Ta brincando? Claro que já! Muito bom -Disse, animado também.
-Eu falo para as minhas amigas, cara, mas elas não acreditam em mim.

E daí começamos a concordar um com outro sobre várias coisas relacionadas a camarão, foi realmente muito engraçado... E toda essa conversa foi ótima, não só porque eu ri pra caraca, mas porque o tempo foi passando, e a gente nem percebeu, por isso, a nossa janta chegou rápido demais. Bom, se demorou, nem percebemos.

-Você é a melhor companhia feminina que eu já tive, acredita? -Ele murmurou, depois de colocar uma garfada para dentro da boca.
-Bom, posso dizer o mesmo para você -Sorri para ele- O meu último melhor amigo começou a namorar e se esqueceu de mim. É claro que a gente ainda conversa, mas quando ele estava solteiro, nós curtíamos muito mais um ao outro, sabe? -Comentei.
-Sei... Na verdade, acho que nunca tive uma "melhor amiga", a não ser minhas namoradas.
-É, menino é assim mesmo... -Brinquei e ele fez cara de ofendido- Tô zoando, você não tem cara de ser vacilão com seus amigos.
-Não sou mesmo -Me deu língua- Mas continuando, a Eleanor, minha última namorada como você sabe -Fez cara de nojo- Era uma grande companheira. Estávamos juntos, praticamente, 24 horas por dia.
-O relacionamento de vocês devia ser legal... -Falei, tomando muito cuidado com as palavras. Não queria magoá-lo.
-Se eu dissesse que foi ruim, estaria mentindo. Na verdade, foi uma experiência muito boa, até porque eu não sou o tipo de meninos que já teve várias namoradas. Quando ficava solteiro, dava uns pegas em algumas garotas, claro, mas sempre fui muito seletivo para namorar. Isso é coisa séria para mim.
-Que bom. Muitos garotos não pensam que nem você e isso é uma droga -Ficamos em silêncio por poucos segundos- Eu tenho certeza que ela não te merecia, Lou.
-É... -Ele concordou, abaixando seu olhar- Talvez seja isso mesmo.
-Eu tenho certeza que é. O mundo é assim mesmo, infelizmente. Nem todo mundo sabe amar e os que sabem, acabam se ferrando... Você merece coisa melhor.
-Tipo você? -Ele me olhou, dando um sorriso safado e super mega ultra maravilhoso.
-Poxa, Louis Tomlinson! Eu toda sentimental aqui, dizendo palavras bonitas e você dando em cima de mim? -Disse, rindo e ele me acompanhou.
-É inevitável. Eu sempre fui assim perto de meninas bonitas. Meu pai que me ensinou.
-Seu pai deve ser do tipo galã... Sua mãe tem sorte.
-Tá insinuando que eu sou do tipo galã também? -Arqueou uma sobrancelha.
-Cala essa boca, seu chato -Comi um camarão para disfarçar a bosta que eu tinha falado. 
-Sim, você insinuou exatamente isso -Ele respondeu a própria pergunta.
- Louis, aprenda uma coisa: motorista não tem que ficar conversando com a patroa não!

Caímos na gargalhada.

[...]

O jantar de ontem a noite com Louis foi maravilhoso. Digamos que o Tomlinson é uma companhia mais que agradável e que ainda sabe divertir as pessoas. Ficamos conversando horas sobre vários assuntos e eu tenho certeza que ele sabe muito mais da minha vida do que alguns amigos que conheço há muito tempo. E só de lembrar que eu o conheci de uma forma nada educada, faz-me realmente compreender que o mundo dá voltas.

O domingo estava com cara de tédio. E para piorar, estava fazendo graus abaixo de zero. Eu amo frio, porém, tudo tem seu limite, né! 
Resolvi ligar para Jenny só para contar que a noite foi maravilhosa. Também queria saber o que realmente tinha rolado entre ela e o idiota do Michael (que aliás, eu acho um idiota e já disse isso para ela várias vezes, mas amiga apaixonada é uma coisa complicada).

-Me conta como foi a noite com o boy, sua safada! -Ela não é nada elegante com as palavras, mas já acostumei.
-Oi amiga, tudo bem? Estou bem também! Que ótimo ouvir a sua voz... -Ironizei, segurando a risada.
-Podemos pular essa parte, né, linda. Quero saber o que realmente me interessa. Vai, conta! -Me apressou.
-Foi bom. Muito bom, na verdade. Agora eu sei mais coisas sobre ele e ele sabe mais coisas sobre mim. Isso é legal.
-Só isso?
-O que mais você quer saber, Jenny? Tu é muito maldosa, meu Deus! -Reclamei, mas ri.
-Quero os detalhes interessantes, você sabe.
-Ele só ficou dando em cima de mim, mas isso é coisa normal de garoto, né? -Dei de ombros.
-Claro que não, vai ver ele quer te pegar.
-Mas eu não quero isso! Ele acabou de sair de um relacionamento sério, talvez esteja só carente...
-Ou não.
-Cala essa boca, Jenny -Ela gargalhou.
-Tá, mas e na hora que ele foi te deixar em casa?
-Não rolou nada, eu dei um beijo na bochecha dele e um abraço.
-Nossa, que sem graça.
-Você queria receber que notícia? De que eu estou grávida e que eu e ele vamos nos casar semana que vem? Por favor, né, Jenny! Muita emoção -Ouvi a risada dela do outro lado da linha.
-Você é muito exagerada -Murmurou, entre risos.
-E o que houve com Michael? -Mudei de assunto.
-Desmarcou. Só isso.
-E você não perguntou porquê?
-Não quero ser invasiva.
-Ele é seu namorado, Jenny! Não é questão de ser invasiva. Se ele desmarcou, tem algum motivo, você não acha?
-Vai ver é o trabalho dele, sei lá.
-Para de deixar por isso mesmo, você tem que tomar uma atitude.
-Olha, relaxa, ok? Na hora certa isso vai acontecer -Suspirei, cansada de rebater.
-Tudo bem, né. Vou desligar.
-Ok. Beijos.

Como não tinha nada para fazer e nem mesmo trabalhos para adiantar, peguei um travesseiro e um cobertor, fui para a sala, escolhi um belo filme de comédia romântica e deite-me no sofá.

No meio do filme, meu celular apitou:

"Espero que não tenha nada para fazer hoje porque fiz uma reserva para nós dois no melhor restaurante de camarão da cidade. 
Seu mais lindo e novo amigo (ou mais que isso) Louis."

"TA BRINCANDO COMIGO, LOUIS TOMLINSON? OLHA QUE COM ISSO NÃO SE BRINCA, HEIN..."

"Juro que não estou de brincadeira, hahahahhaha. Meu ensaio acaba às 19:30. Quando sair vou passar na sua casa, tá?"

"Ok, hahahaha. Uhul, camarão!!!!"

Ri da minha própria idiotice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário