IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Grávida


Harry:

Eu e minha esposa s/n estamos passando as férias na Itália. Porém, durante alguns dias eu tive que dar uma atenção ao trabalho, mesmo estando de folga. Ela obviamente não gostou disso, pois queria que ficássemos um pouco longe de toda aquela movimentação de Londres um pouco, e eu acabei não fazendo isso. Por conta desse meu deslize, vou levá-la para jantar hoje à noite.

-Pronta, amor? -Perguntei, roubando um selinho dela.
-Pronta! -Ela respondeu, pegando a bolsa em cima do sofá.

Chegamos no restaurante que eu tinha reservado mais cedo, e nos sentamos em uma mesa para dois que uma recepcionista tinha nos levado. Fizemos nossos pedidos e na hora da bebida, pedi um champagne, mas ponderei:

-Ou você prefere beber vinho? -Encarei s/n e ela entortou a boca.
-Eu adoraria, mas não posso -Fiz uma feição de dúvida e ela prosseguiu- Tô grávida.

Abri a boca incontáveis vezes, mas nenhum som saiu. Ela só pode estar brincando. Cara, grávida!!! COMO ASSIM?

-Tá brincando comigo? -Quis saber, com uma questão de incredulidade no rosto- S/n não brinca comigo assim -Ela riu, sorrindo no final.
-Eu tô falando sério, meu amor -Afirmou e eu coloquei a mão na boca, ainda não acreditando- Você vai ser papai.
-Meu Deus, s/n! -Me levantei- Vem aqui, me dá um abraço! -Ela levantou sorrindo e então nós nos abraçamos no meio do restaurante. EU VOU SER PAI, MEU DEUS.

Niall:

Minha mulher estava estranha hoje, e eu não sei se gosto disso ou fico com medo. Ela acordou cedo demais e foi até a farmácia. Parecia ansiosa. Tentei esquecer isso e assim que coloquei uma roupa, levei nossos filhos na escola, como ela tinha pedido, e quando voltei, comi e fiquei assistindo futebol na TV.

-Bebê, a parada é o seguinte: -S/n entrou na sala, me fazendo encará-la- Acabei de fazer um teste de gravidez e deu positivo. Estamos grávidos! -Arregalei os olhos e ela riu pela minha reação. Pulou em cima de mim no sofá e me abraçou forte, enquanto eu ainda não tinha movido um músculo.
-Grávida? -Olhei-a nos olhos e ela assentiu, freneticamente, toda sorridente, e me abraçou outra vez- Caraca, amor, nosso terceiro filho -Comecei a gargalhar- Isso vai ser muito bom! Mal posso esperar para ver. Tem que ser um moleque, hein.
-Mais um menino, Niall, sério? Três meninos? -Me olhou nos olhos, não acreditando no que eu tinha dito- Preciso de uma princesinha para me fazer companhia.
-Ok, mas ela vai ter que aprender a jogar golf -Disse e ela bufou. Ri mais uma vez e aproveitei que as pernas dela estavam entrelaçadas em minha cintura e a levantei, a girando e gritando, em comemoração ao mais novo membro da família que está à caminho.

Louis:

-Louis, tu não vai acreditar! -S/n apareceu no nosso quarto, rindo.
-Que foi, mulher? -Perguntei, rindo também.
-Tô grávida -Ela mordeu os lábios e me olhou.
-Meu Deus, como assim? -Eu estava meio que sorrindo e meio incrédulo.
-Você está bem grandinho para saber como se faz um bebê -Ela zoou com minha cara.
-Mas... Qual foi a última vez que...? -Fiz um esforço para lembrar.
-Banheira do motel 86 -Falamos juntos e depois caímos na gargalhada.
-Caraca... -Coloquei a mão na boca, ainda não acreditando totalmente.
-Pois é! Quinto filho, Louis -Ela riu- Agora chega, hein. Vou fechar a fábrica.
-Se não for um menino, vai fechar a fábrica coisa nenhuma! -Protestei- Quero ter um filho nem que...
-Para isso eu precise ter 20 filhas antes -Ela completou minha tão famosa frase, revirando os olhos em seguida- Acontece, que nós nunca vamos ter 20 filhas, tu sabe, né? Se for menina dessa vez, eu não vou poder fazer nada por você, amor -Sorriu, saindo do quarto.
-Ahhhh, mas vai poder fazer sim algo por mim. MUITA COISA, ALIÁS -Gritei, indo atrás dela. Eu estava muito feliz por ela estar grávida novamente, e também estou torcendo muito para que venha um Tomlinson Júnior, para jogarmos muita bola.

Liam:

-Liam, eu tô...
-Grávida. Já sei! -Falei, antes dela terminar a frase.
-Como você sabe?
-Minha mãe deixou escapar -Sorri, de leve.
-Ai, Deus -Ela deu um tapa na própria testa, rindo- O que você achou?
-Legal... -Contive um sorriso.
-Legal? -Perguntou, desanimada com minha resposta.
-Mentira, amor, eu tô muito muito muito feliz mesmo -Abri um sorrisão e abracei-a, carinhosamente- Vou procurar ser o melhor pai do mundo, eu prometo.
-Você já é, mesmo sem ele ter nascido. Pode ter certeza disso -Ela sorriu para mim, e eu dei vários selinhos seguidos nela, causando algumas risadas.
-Agora, vem, temos que ligar para geral -Puxei ela para perto do nosso telefone- Para os meninos, nossos amigos e o resto dos familiares.

Eu, com certeza, fiquei muito surpreso e animado com a notícia.

Zayn:

-AMOR, VOCÊ TÁ GRÁVIDA! -Gritei para s/n, que estava do lado de fora do nosso banheiro, esperando a resposta. Ela estava com medo de ver o resultado do teste, então eu tive que fazer isso por ela- CARAMBA, VOU SER PAI.
-E quem te garante que o pai é você? -Ela apareceu na porta do banheiro, com a cabeça abaixada e com uma cara de culpa. O QUÊ?
-Que, s/n? -Perguntei, baixinho. Já estava decepcionado.
-Tô de brinks, amor! -Ela comemorou, pulando e sorrindo, enquanto eu tentava acalmar meu coração pelo susto que ela acabara de mandar. Doida, maluca.
-Nunca mais faça isso, garota -Pedi, tentando controlar o sorriso. Ela ignorou minha fala e me abraçou fortemente.
-Nem acredito que vou ser mãe. Meu Deus! Isso é tão surreal.
-Pode crer! -Disse, concordando com ela- Malik Júnior está por vir... -Rimos. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário