IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Celebridade que ele sente ciúmes


Harry:

-Ai, amor, que bobeira! -Eu disse, começando a ficar irritada com meu namorado- Eu só digo a verdade quando concordo que ele é, sim, um gato. -Me referi ao David Beckham, que estava na tela da TV, jogando um jogo de futebol, bem antigo.
-Você não precisa ficar falando que ele é um gato na minha frente, né? -Respondeu, revirando os olhos- E abaixa esse fogo com ele, que não era nem para existir.
-Quem não era para existir? Ele? -Arregalei os olhos, inconformada com esse comentário do Harry. O que seria de nós, meninas, sem olhar fotos do David de vez em quando?
-Não, o que não deveria existir é esse seu fogo com ele... Mas ele deixar de existir também é uma boa pedida -Ponderou, e dessa vez, eu revirei os olhos. Completou- E ele é velho demais para você também.
-Sério que tu tá me falando isso? -Perguntei, incrédula, quase rindo.
-Por quê? -Sério que ELE estava me perguntando isso?
-Harry, eu sou oito anos mais nova que você! -Respondi, como se fosse óbvio- Isso significa, que quando eu nasci, você tinha oito aninhos, era quase um pré-adolescente.
-Ok, sou alguns bons anos mais velho que você, mas ele não se compara, né, por favor...
-Hm, espera... -Ponderei por um instante- Na verdade, ele é só 25 anos mais velho que eu, amor -Falei "só", mas eu sabia que é muita coisa...
-SÓ? -Ele riu irônico- Pouquinha coisa, não é?
-Não me importo com idade -Claro que me importo! Mas eu dei de ombros, só para provocar Harry mesmo- E ainda tem os filhos dele, que são uns lindinhos.
-Amor, você é mais velha que os filhos dele -Comentou, me olhando- Ou seja, você é nova demais pro pai, e velha demais pro filho. Então desista. Você nunca vai entrar na família Beckham, por isso, concentre-se apenas em fazer parte da família Styles -Concluiu, e eu já estava sorrindo toda boba com esse ciúmes idiota dele- E agora vou mudar de canal, não quero mais você olhando para esse ex-jogador de futebol feio e velho.

Niall:

-NIALL! -Minha namorada, além de ter berrado meu nome na minha cara, me abraçou de uma forma meio bruta e desajeitada.

Fiquei sem reação por um tempo, porque eu estava muito sonolento ainda. Tinha acabado de acordar. Mas depois, abracei-a de volta, ainda meio alheio a tudo aquilo. Ela me soltou, e percebi que os olhos dela estavam marejados, e ela estava MUITO, MUITO, MUITO feliz e agitada. Arregalei os olhos, assustado com isso. São 8:40 da manhã, e ela não tinha me avisado que viria até minha casa- VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR NO QUE ACONTECEU COMIGO.
-Amor, para de gritar, e entra logo! -Tive que puxá-la, para não acordar os vizinhos. Vale lembrar que ela me acordou- Tá tudo bem? Você tava chorando? -Perguntei, calmo. Diferente dela, devo acrescentar.
-Sim, amor, eu estava chorando e não, não tá tudo bem! Quer dizer... tá tudo muito bem. Bem até demais que nem sei se realmente estou bem -Falou rápido demais, e minha testa franziu involuntariamente. Minha namorada está doida, pensei. Respirei fundo e coloquei ela para sentar no sofá, numa tentativa de tranquilizá-la.
-Primeiro, me conte porquê você está aqui. Depois me fala porque estava chorando, e porque está tudo bem... Ou não, sei lá -Dei de ombros. Ainda estava meio sonolento, como já disse.
-Eu nem ia vir aqui, mas aí eu acordei e fui numa cafeteria, daí eu encontrei... -Ela começou a chorar. Sério, ela começou a chorar. Me aproximei mais para ver se era isso e mesmo e era.
-Quem você encontrou, amor? -Indaguei, querendo logo saber a resposta.
-Eu encontrei o Adam Levine -Ela tampo o rosto com as duas mãos e começou a chorar de verdade. Sério que ela me acordou às oito da manhã para falar isso? E ainda fez todo esse drama? Po, S/n!

Eu sei que ela é toda cheia de "piti" com esse negócio de famosos que ela ama, e foi assim comigo e com os meninos quando ela nos conheceu no Meet&Great, -acho que foi até por isso que me apaixonei por ela- mas eu não gosto nada quando era com outro artista que não fosse eu. Até porque ela é a MINHA namorada. E Adam Levine? Eca!

- Amor, ele é muito mais lindo pessoalmente, você não tem noção -Ela me encarou, com lágrimas escorrendo pelas bochechas e com os olhos vermelhos pelo choro.
-Poxa, amor, eu tô achando que é uma coisa importante, e tu vem me dizer de Adam Levine? Fala sério, S/n!
-Niall, eu tô falando sério, cê não tá entendendo. Eu tive que tirar uma foto com ele!
-Deixe-me ver essa foto, amor... -Massageei as têmporas, procurando calma e pensando "Niall, você não pode matar sua namorada por ter de acordado a essa hora e ainda mais por ter feito isso por causa de Adam Levine. NÃO PODE!"

Ela me alcançou o celular e eu vi ele colocando a mão na cintura de S/n, que sorria animadamente. Ele estava se aproveitando da minha namorada. Que raiva.

-Tá se aproveitando da sua cintura e do fato de estar coladinho com você -disse, olhando a foto com raiva, e logo entregando o celular dela de volta- É bom que ele saiba que todo esse seu corpo aí pertence à mim -Quis deixar claro. Ela gargalhou, e saiu entrando pelos corredores, gritando:
-EU CONHECI O ADAM LINDO LEVINE!

Liam:

Eu não sei aonde estava com a cabeça quando prometi à S/n, minha namorada, que tentaria de tudo para levá-la no camarim do Justin Bieber. Ela é belieber desde que começamos a namorar, e confesso que isso me irrita um pouco. É sempre "Justin pra lá e Justin pra cá". Acredita que ela ficava cheia de raiva quando tinha rumores de que a Selena tinha voltado com ele? Pois é! Mas enfim, eu infelizmente fui obrigado a conseguir o que ela tanto me pediu, e cá estou eu, dentro do camarim do Justin, esperando ele terminar um show, junto com minha linda, e no momento, nervosa namorada.

-Caraca, amor, tô muito nervosa! -Confessou, e eu ri baixo, murmurando um "relaxa". Ela estava em pé, vendo as coisas dele, que estavam sobre uma bancada branca, enquanto eu estava sentado em uma poltrona, esperando que aquele momento passasse de uma vez.

Deus escutou minha prece, porque no momento seguinte, Justin apareceu no camarim. Ele estava se enxugando com uma toalhinha, e estava acompanhado de um homem, que deveria ser o empresário ou produtor dele.

-O Liam Payne do One Direction trouxe a namorada dele S/n para te conhecer, já que ela é uma grande fã sua -O homem explicou, e eu olhei para trás, querendo ver a reação da minha namorada, que estava paralisada atrás de mim.
-Pode deixar, Scooter! -Bieber respondeu, sorrindo e o homem se retirou. Justin me cumprimentou com um aperto de mão e um "fala aê, cara". Já tínhamos estado em festas juntos, mas antes de eu conhecer s/n, claro. Se ela soubesse que eu tinha ido em uma festa que Justin Bieber estava presente, e que eu não tinha a avisado, me mataria.
-Olá, S/n! -Justin tentou.

Olhei para trás mais uma vez e estiquei minha mão para S/n, para que ela pegasse na mesma e eu pudesse fazer o favor -não para mim- de puxá-la mais para frente. Assim ela o fez. Justin sorriu para ela, como se já estivesse acostumado com essa reação das fãs -E realmente estava- e abriu os braços. Minha namorada obviamente entendeu o recado, e logo o abraçou, me fazendo ficar com cara de bunda.

Depois, ela se posicionou ao meu lado, sorrindo, toda boba, enquanto o encarava.

-Liam, você é um homem de sorte -Justin disse, me fazendo dar um sorriso meio falso. Eu sei muito bem que sou um homem de sorte por tê-la, e não preciso que ele me diga isso.
-Ai, caraca, nem acredito que é você bem aqui na minha frente -S/n disse, e Justin soltou uma risada. Provavelmente, ela estava toda derretida por dentro- Tira uma foto comigo?
-Mas é claro! -Respondeu prontamente, e então, ela pegou o celular e fez uma selfie deles dois. Bieber deu um beijo no rosto dela. SIM, ELE FEZ ISSO E EU DESVIEI MEU OLHAR PARA NÃO SOCÁ-LO. Quando a tortura acabou (quer dizer, quando ela finalmente tirou a foto), eles saíram da posição, me deixando mais animado. Só que eles engataram em uma conversa de álbuns, filmes e dvd's que me deixou completamente fora do diálogo deles, porque eu não era um boylieber. Sentei outra vez na poltrona, e fiz cara de tédio, não tirando os olhos deles dois, claro.

Louis:

Eu simplesmente AMO o Adam Sandler. Não é nem por ele ser lindo, mas sim porque eu o acho um ótimo ator e um maravilhoso comediante. Tenho a coleção de todos os filmes dele, e sempre que posso, pego um para ver, nem que seja pela décima ou milésima vez.

Meu namorado Louis não gosta nem um pouco disso. Ele até gosta do Sandler, mas não curte o fato de eu admirar muito o trabalho dele. Mas eu adoro provocar ciúmes, também não sou fácil, confesso.

-Amor, vamos ver um filme hoje? Tô afim de ficar em casa -Disse, me jogando no sofá, e ele fez o mesmo em seguida.
-Beleza, que filme tu quer ver? -Perguntou, normalmente, e eu logo o respondi.
-Gente Grande é uma boa. Não acha? -Segurei o riso e ele me encarou, suspirando.
-Nenhum que contenha o Adam Sandler, por favor -Pediu.
-Poxa, eu trouxe todos os meus DVD's dele -Fiz um biquinho triste.
-Mas não vamos ver, ué! -Deu de ombros e eu revirei os olhos- Não tô afim de ficar te ouvindo falar "Ah, como o Adam é lindo" ou "Nossa, ele é tão engraçado" -Fez uma voz fina, e eu não pude evitar de gargalhar.
-Eu não falo assim! -Defendi-me, quando me recompus.
-O pior é que fala sim, senhora! -Rebateu, e eu dei um beijo no seu rosto.
-Prometo que não falo nada.
-Não. Escolhe outro filme!
-Por favor -Pedi.
-Não.
-Sim! Sim! -Insisti.
-Não, S/n! -Ele negou.
-Então escolhe você -Falei, derrotada.
-Sei lá! Pode ser "O todo poderoso" "pinguins do papai"
-Todos esses são do Jim Carrey -Comentei, tediosa.
-Eu sei. O cara é fera! -Disse, animado.
-Prefiro o Adam -Fiz questão de falar, e ele logo me lançou um olhar mortal.
-S/n, eu sou o único comediante em sua vida, entendeu bem? -Gargalhei, beijando-o em seguida.

Zayn:

-S/n, abaixa isso -Pedi, fazendo uma careta por conta do volume alto do nosso DVD.
-Claro que não! Olha a música que está tocando! -Respondeu-me, como se fosse uma coisa de outro mundo e eu revirei os olhos- I turn my cheek, music up and I’m puffing my chest, I’m getting ready to face you, can call me obsessed... -Cantarolou, a música que não saía de sua boca últimamente. Jealous. Nick Jonas. Eca! 

"Jealous" é o que eu sinto dessa paixão dela por esse cara, isso sim. Eu não deveria ter levado ela no show dele, sério.

-Cause you're too sexy, beautiful, and everybody wants a taste, that's why I STILL GET JEALOUS... -Continuou cantando, e eu não pude me conter. Caminhei até o aparelho e desliguei-o, observando uma S/n incrédula. Já sei o que vem depois...
-Po, Zayn, por que desligou? Liga de novo! -Pediu brava- Estava em uma das melhores parte da música, poxa! -Reclamou, fazendo uma cara emburrada.
-Já chega, né? Não aguento mais essa música. Muda o disco -Pedi.
-Ok, só passar para a próxima música. Se eu não me engano, é Teacher... -Ponderou e eu bufei.
-SEM SER NICK JONAS, S/N! 
-MAS EU GOSTO DO NICK. ELE É LINDO E CANTA MUITO BEM -Levantou do sofá e chegou mais perto para me encarar.
-MAS EU NÃO GOSTO DELE! -Respondi- E EU SOU O ÚNICO CARA NA SUA VIDA QUE CANTA BEM E QUE É BONITO, OK? -Tive que deixar claro, e em seguida, ouvi a risada escandalosa dela.
-Amor, você tá com ciúmes no Nick? -Perguntou, massageando minha bochecha com uma expressão divertida no rosto.
-Para você, nada de "Nick" e sim NICK JONAS. Que intimidade é essa? -Indaguei, não acreditando que ela tinha chamado ele de "Nick". Eu hein- E sim, eu sinto ciúmes, então não quero você ouvindo mais as músicas dele.
-Ah, vou ouvir sim! -Rebateu, rindo- Não precisa ter ciúmes, amor.
-Mas eu tenho.
-Mas não precisa.
-Mas eu tenho!
-Mas não precisa!
-Mas eu tenho! -Disse, com raiva já.
-Não vou deixar de ouvir ele por conta desse seu ciúmes bobo e sem motivo -Respondeu. Tive que respirar fundo para não explodir.
-S/n, eu... 
-I STILL GET JEALOUSSSSSS -Cantou uma frase da música, me interrompendo e rindo. Provavelmente, aquela frase havia sido para mim... Deu-me um selinho rápido em seguida, e ligou o aparelho outra vez. A voz do Jonas ecoou na sala, me fazendo suspirar, derrotado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário