IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

sábado, 27 de setembro de 2014

Ciúmes


Niall: 

Eu não gosto do jeito que eles a comem com os olhos. Odeio ainda mais quando começo a pensar que ela também quer eles. Estou ficando maluco? Eu sei que ela me ama, mas eu não consigo evitar. Ainda mais quando estamos em uma balada super lotada de homens que, como já disse, estão a comendo com os olhos.
Levantei da mesa e pareceu que a música só aumentou. Eu estava pronto para enfrentar s/n, minha namorada, a garota por quem eu sinto muito ciúmes. Eu tinha avisado a ela que o vestido que ela tinha escolhido para essa noite estava curto, mas ela não deu a mínima, porque ainda é teimosa. E agora, quem tem que aturar esses caras olhando para todo o corpo dela sou eu! Ela pode até me chamar de obcecado, mas vai ter que ouvir também.

-S/n, vamos embora? -Perguntei, assim que cheguei aonde ela estava, conversando com algumas garotas histéricas.
-Ah, e esse é meu namorado, meninas -Ela disse, animada, me puxando para mais perto. Se eu não estivesse um pouquinho bravo com ela, iria me esforçar para dar um sorriso direito. Mas isso não aconteceu.
-Prazer, Niall -Uma delas sorriu.
-O prazer é meu. Vamos, s/n?
-O que aconteceu? -Ela sussurrou para mim.
-Precisamos conversar.
-O que aconteceu?
-Podemos ir? -Pedi, meio impaciente e ela bufou.
-Tchau, meninas. Qualquer dia combinamos de sair juntas, ok? -Ela de despediu.
-Ok, s/n, eu te ligo -Uma das meninas disse e assim, saímos de perto delas, passando por meio de outras pessoas, seguindo em direção a porta da boate. 
-Pode me dizer o que está acontecendo agora? Você está estranho -Ela perguntou, mais uma vez, quando entramos no carro.
-Eu devo estar estranho porque eu não gosto que outros caras fiquem olhando para a bunda da minha namorada -Respondi, rápido, ligando o carro.
-Ah, Niall, qual é! -Ela bufou.
-"Qual é", s/n? -Perguntei, impaciente.
-Você tem que parar com essa insegurança toda, isso me irrita! Parece que você não confia em mim! -Eu tinha a deixado irritada- E se não existe confiança, não tem como isso dar certo!
-Então você está pensando em terminar? -Eu perguntei, desligando o carro e irritado também.
-Não coloca palavras na minha boca, eu não disse isso! Você que começou -Ela retrucou.
-Mas você disse que "isso" não pode dar certo.
-Porque você é muito inseguro quanto à mim. Você deveria saber que eu nunca vou ser capaz de te trair, você tem que entender que eu te amo.
-Mas eu não gosto do jeito que os homens olham para você quando você passa.
-E o que você quer que eu faça, Niall? -Ela gritou.
-PARA DE SER TÃO GOSTOSA -Eu gritei de volta e um silêncio grande se instalou no carro.

Nós estávamos encarando um ao outro, até que eu percebi que a feição dela foi mudando e ela começou a gargalhar na minha cara. Eu não pude evitar de fazer o mesmo. No momento, somos dois idiotas rindo da própria briga, propriamente falando, do meu último pedido à ela.

Liam:

-Você não parece um homem casado, Liam Payne! -Minha esposa gritou, assim que descemos do carro.
-Por que não, meu amor? -Disse, agarrando-a pela cintura, enquanto ela batia em meus braços tentando se livrar de mim. Adoro deixá-la ainda mais brava do que ela está.
-Por que você não pergunta para a "Bianquinha" -Ela fez voz de nojo.
-Ela é a melhor amiga da minha irmã, amor. Só estávamos conversando.
-Uma conversa de 20 minutos. Bela conversa! -Ela se livrou dos meus braços e abriu a porta de casa rapidamente, largando seus acessórios em uma mesinha.
-Ah, qual é, amor, ela sabe que eu sou muito bem casado.
-Imagina se ela não soubesse -Ela continuou com seu tom de deboche- E você sabe muito bem que eu e ela já tivemos um problema no passado, mas mesmo assim voc...-Eu a interrompi, a pressionando contra a parede, fazendo ela calar aquela boquinha linda dela.
-O seu problema, meu amor -Disse, com a boca quase colada na dela- É que você fica terrivelmente maravilhosa quando está com ciúmes e... Você sabe: Eu não resisto.

Ela me mandou aquele olhar LINDO dela e eu quase acabei com a minha pose de machão. Mas aí ela entrelaçou as pernas dela em minha cintura e beijou minha boca.

-Não precisa insistir, Liam Payne -Ela disse, depois de ter me beijado- Eu faço um belo de um sexo com você... E vai ser tão bom que você vai se arrepender de ter conversado com aquela Bianquinha.

Só posso afirmar que... Ela não estava brincando.

Louis:

Eu tô MUITO chateado. Imagine um garoto tremendamente bolado, agora multiplique por dez milhões de vezes mais... Esse sou eu no momento. Essa festa da Kathy definitivamente não tinha me feito nada bem. E o motivo não é uma coisa tão nova da minha vida: Ela, a s/n. Como ela consegue ter esse poder sobre mim de em dois segundos me deixar com tanta raiva? E olha que eu AINDA nem consegui nada com ela, nem mesmo uma ficada, hein.
Como a raiva já estava me consumindo tanto, não resisti e mandei uma mensagem no Whatsapp para ela. E uma mensagem bem direta:

Você sabe que eu tô com muita raiva, né?

Eu sei que você ficou bem emburrado na festa, mas o motivo... Nem imagino.

É CLARO QUE ELA IMAGINA. Além disso, é sonsa. Como meu coração pode me fazer amar tanto essa garota, hein?

Ah, então eu vou te contar. E eu duvido que você não saiba, S/n! Eu lutei para namorar ou ficar com você durante UM ANO, UM A-N-O e não consegui nada, aí chega um garoto qualquer e te ganha em UMA NOITE. PelamordeDeus, s/n, o que ele tem que eu não tenho?

Louis, você realmente está emburrado por isso? E a Jessy? Sua atual peguete, ficante... Sei lá! Pensei que o que você sente por mim tivesse acabado. E mesmo assim, eu não posso ficar com mais ninguém porque você gosta de mim?

Eu posso GOSTAR da Jessy, mas é você quem eu amo. Você tem 100% do meu amor. E a questão não é essa de você não poder ficar mais com ninguém por causa de mim, mas poxa! É muita sacanagem e eu to bolado. E além do mais, eu sou MUITO mais bonito que ele.

Permita-me dizer que eu estou gargalhando aqui em casa com esse seu ataque. Podemos conversar em algum lugar?

Eu vou adorar! Desde que você não leve esse seu atual namoradinho.

Para de palhaçada, ele não é nada meu. Você age como se eu estivesse casada com ele e não é isso, ok? CIUMENTO.

[...]

-Tá melhor hoje? -Ela perguntou, assim que entrou na lanchonete que havíamos marcado para se encontrar ontem. Eu já estava a esperando- A crise abaixou.
-Não. E eu não vou conseguir me conformar com isso. -Respondi.
-Para de bobeira, foi só um beijo.
-Um beijo que deveria ter sido em mim. Eu merecia mais que ele. E eu vi o Facebook dele. Sou mais bonito.
-Louis -Ela gargalhou- Para com isso.
-Não. Eu não consigo parar de pensar em vocês dois se beijando. Odeio essa cena e ela não para de passar na minha mente.
-Talvez porque em vez de você estar prestando atenção em mim, deveria estar com a Jessy.
-Para de falar na Jessy, nós já conversamos sobre ela.
-Louis -Ela me chamou, do nada.
-Oi -Respondi.
-Talvez você realmente mereça o que esperou por um ano... -Ela sorriu e eu não sabia como reagir- Não precisa falar nada, só me acompanha.

Posso dizer que acompanhá-la foi a melhor coisa que eu já fiz na vida. Foi a melhor cura para o meu ciúmes. Acho que vou sentir isso mais vezes.

Harry:

Esperar o tempo passar com Harry, numa praça linda, tomando sorvete, é uma coisa mega agradável... Tudo se torna melhor quando eu estou com ele. Acho que eu não poderia ter um namorado melhor que ele.

-Esse é o melhor sabor de sorvete que já existiu -Comentei, depois de tomar mais uma colher do meu sorvete.
-Esse é o segundo melhor, amor. O primeiro é pistache. -Harry afirmou, tomando seu sorvete logo em seguida, e fazendo uma cara de quem estava apreciando o sabor.
-Não, Styles! -Disse e dei um selinho nele. Me levantei e andei uns quatro passos até a lixeira para jogar o potinho de sorvete no mesmo. 

E quem eu encontro? Zac Efron. Primeiro, eu respirei fundo, claro, mas depois foi impossível não dar um ataque. EU SOU FÃ DO CARA, PO! A partir de agora, minha praça favorita é essa! E EU AMO NOVA YORK! AMO AINDA MAIS O MOTIVO PELO QUAL O ZAC VEIO PARA CÁ. 
-Meu Deus, mal posso acreditar que é você aqui -Disse, me tremendo toda, quando finalmente tive coragem de falar come ele.
-Oi, tudo bem? -Ele falou, todo simpático e depois fez uma expressão estranha- Eu já vi você em algum lugar, certo? -Ele perguntou, parecendo fazer força para lembrar.
-Bom, eu não sei se é isso, mas eu sou namorada do Harry, do One Direction. Deve ter visto foto minha em algum site da internet falando que eu saí com ele e blá blá blá -Fiz uma careta.
-Uau -Ele riu- Você é engraçada. E eu acho que foi isso mesmo. Eu curto bastante a banda. Seria ele ali? -Ele olhou para um ponto fixo e eu me virei. Harry estava mexendo no celular, com o pote de sorvete em sua coxa e com o rosto apoiado na mão. A expressão dele não era uma das melhores.
-Ele mesmo -Respondi- Olha, quero te dizer que eu sou uma grande fã sua! -Disse empolgada e ele sorriu.
-Poxa, que legal! Obrigada pelo carinho.
-Eu que te agradeço por ter feito High School Musical -Gargalhamos- Sério, eu amo aquele filme, e já faz tanto tempo! Acho até que deveria ter o 4.
-É, acho que seria legal se tivesse uma quarta continuação...
-Legal? Seria maravilhoso! Esse filme é destruidor, foi minha infância. -Ele riu, jogando a cabeça pra trás. Parecia até um sonho vê-lo pessoalmente- Não que eu não tenha acompanhado os seus últimos filmes, porque eu assisto, claro.
-Ah, eu imagino -Ele sorriu encantadoramente.
-Por exemplo, eu amo 17 outra vez.
-Eu também gostei de fazer esse filme, foi bem divertido de gravar -Eu sorri e dei mais uma olhada para Harry, que continuava com uma cara de tédio e mexendo no celular.
-Bom, não quero te atrasar nem nada -Disse, sorrindo e ele respondeu um "tudo bem, não to ocupado"- Mas eu já vou indo. Pode só tirar uma foto comigo?
-Claro, vai ser um prazer. -Tirei meu celular do bolso e então posamos para uma foto.

-Então, ta afim de um filme agora? -Perguntei, assim que sentei no banco, ao lado de Harry de novo.
-Ah, claro... Deveríamos ver qual filme com o Zac Efron? Ou melhor: Por que você não convida o Zac Efron? Ele ia adorar. -Ele sorriu, sínico e eu gargalhei.

Zayn:

-Você poderia deixar eu te tatuar, não esse cara. Você sabe que eu odeio ele.
-Zayn, você não é profissional, pode fazer alguma besteira.
-Eu não sou profissional, mas tenho prática.
-Não é o suficiente.
-Ah, é, você vai deixar ELE tatuar você, né?
-É só uma tatuagem, nós não vamos ficar de pegação, entenda isso, Malik.
-Mesmo assim eu não gosto disso.
-Mas eu vou. Você vem comigo?
-E olhar a cara daquele indivíduo? Não mesmo.
-Então ok. Beijinhos, amor -Ela bateu a porta.
-Merda, s/n -Rolei os olhos e levantei- Garota teimosa- E fui atrás dela. 
Eu não ia deixar MESMO aquele cara passar as mãos no corpo dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário