IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

sábado, 12 de julho de 2014

Meu jogador

(Sou completamente apaixonada por essa foto, meninassss <3 <3)


Eu definitivamente odeio brigar com meu namorado. Eu faço o máximo para evitar, mas parece que ele não faz o mesmo, e isso causa nossas brigas. Agora estamos sem nos falar porque ele chegou bêbado de uma festa que ele foi com os jogadores de futebol do time dele (que eu não fui porque estava estudando) e eu tive que cuidar do estado dele. Realmente fiquei muito chateada porque tinha pedido para ele não ultrapassar nas bebidas, mas ele não atendeu ao meu pedido e como sempre, sobrou para mim....
Louis hoje tem um jogo de futebol do qual estava falando desde a semana passada. Ele está muito animado, logo, eu também estava e ia assistir o jogo, mas com essa nossa briga, não sei se vai rolar mais... Obviamente eu não vou ao estádio assistir o jogo, mas eu vou assitir pela TV, não perco por nada. Apesar da briga, eu estou torcendo por ele, até porque ainda estamos namorando, isso é só uma fase. Ruim, infelizmente...

Quando faltava apenas 10 minutos para começar o jogo, sentei no sofá com uma bacia cheia de pipoca e com a blusa do Chelsea e prestei atenção na televisão. E quando o jogo finalmente começou e os jogadores começaram a entrar, eu só estava procurando por ele.
Quando o vi, bati meus olhos nele. Droga, veio uma vontade enorme de chorar, porque eu queria estar lá naquela platéia, apoiando-o, gritando para ele, torcendo para sair um gol dele, mas por causa da merda de uma briga, eu não estava lá. Não vou ver pessoalmente o melhor atacante do Chelsea, que é o meu namorado jogar. Merda, mil vezes merda!

Quando o juíz apitou dando início ao jogo, tudo ocorreu mais o menos bem. Mais o menos porque Louis não estava jogando bem, como costumava fazer nos jogos. Ele estava perdendo muito a bola, os jogadores estavam o xingando e a torcida estava começando a vaiá-lo. Eu estava começando a ficar tremendamente irritada com tudo isso e para piorar, o time rival fez dois gols. Eu não podia ficar parada com tudo isso. Não posso ficar sem fazer nada. Aproveitei que o segundo tempo estava quase acabando e coloquei um short jeans e um tênis. Peguei meu carro e fui direto para o estádio.

Louis P.O.V

-NÃO CONFUNDA SUA VIDA PESSOAL COM SEU TRABALHO, TOMLINSON! 

O treinador teve a coragem de gritar para mim, e eu só não o mandei o dedo do meio porque sou muito educado e me controlei ao máximo. 
Ah, fala sério! Eu sabia o motivo de eu estar um desastre. É ela! Eu odeio brigar com ela. Eu odeio entrar no campo e saber que minha situação com ela está nesse estado por conta de uma briga que aconteceu por minha causa. Tenho a absoluta certeza que se ela estivesse aqui, eu estaria jogando muito melhor, porque eu ia saber que se eu marcasse um gol, ela estaria gritando meu nome. E o gol seria para ela, sem dúvida alguma.

Acabou o primeiro tempo, e no caminho para o vestiário, dispensei uns três repórteres que queria entrevista. Cheguei no vestiário e ouvi alguns jogadores reclamar comigo. A pressão é toda sobre mim porque eu sou o melhor atacante e as pessoas acham que eu faço milagre, mas eu também sou humano e erro.

Sentei um pouco no banco e passei as mãos pelo cabelo, nervoso. Como eu queria que ela estivesse aqui! Sou um idiota completo! 
Depois de alguns minutos, eu estava voltando para o campo para começar o segundo tempo. Alguns jogadores ainda estavam no vestuário, e eu até preferi assim para não ouvir mais sermão nenhum. 

-Hey, Louis -Uma voz baixa (que eu com certeza conhecia) me chamou. Levantei meu rosto e meus olhos encontraram o dela. Ela está aqui. Super linda com a blusa do Chelsea. Sorri, involuntariamente.
-O que esta fazendo aqui? -me aproximei mais dela, com um sorriso ainda maior no rosto.
-Vim aqui porque você é um merda sem mim -Ela sorriu- Você vai voltar para aquele campo e vai arrasar, ok? -Dessa vez, ela se aproximou e passou seus braços por volta do meu pescoço suado, olhando diretamente em meus olhos- Eu confio em você, amor. E eu estou aqui, torcendo. Agora vai lá e faz um gol para mim, Tomlinson! -Ela sorriu e eu a beijei.

Dessa vez, eu vou jogar sério e marcar um gol. Para ela!

Conclusão: Chelsea ganhou de 3X2. E dois gols foram meus, e dedicados à ela!

Nenhum comentário:

Postar um comentário