IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Melhor Namorado


Mariana entrou em mais uma loja de roupas femininas e eu bufei por puro tédio. Por que as mulheres são assim, cara? Não podem ver uma roupa legal na vitrine que cisma em entrar na loja. Minha namorada soltou minha mão e começou a ver as roupas que estavam nos cabides. Me encostei em uma parede qualquer e peguei o celular para tentar fazer qualquer coisa que ajudasse o tempo a passar. Mariana sempre falava coisas do tipo "o que acha, amor?" "Essa blusa é linda, né?" E eu apenas assentia, mesmo quando eu nem tinha visto a tal peça.

-Por que o senhor está com essa cara de poucos amigos, Zayn Malik? -Ela me perguntou. Sério que ela não sabia o motivo disso? 
-Deve ser porque a minha linda namorada -Segurei o rosto dela com minhas duas mãos- Não faz outra coisa a não ser ver roupas de mulher -Dei um selinho rápido e ela soltou uma pequena risada.
-Ok, meu lindo namorado -Cruzou os braços e afundou ainda mais seu olhar no meu- O que você quer fazer?
-Algo que seja bom pra nós dois de preferência. Sei lá -Dei de ombros- Praça de alimentação, cinema...
-Gostei da idéia do cinema, nada mal... Podemos ver a A culpa é da estrelas? -A encarei enquanto tentava tirar da minha cabeça qualquer possibilidade de fazer algo que agrade a nós dois naquele shopping.
-Podemos, Mariana, podemos...

Entrelaçamos nossos dedos novamente e fomos em direção ao cinema. Ao chegar, suspirei desanimado por saber que teria que enfrentar uma fila enorme apenas para comprar dois ingressos. Poderiam me colocar lá na frente, né, sou Zayn Malik da One Direction. Entrei na fila sem demoras com Mariana, e logo chegou duas meninas super agitadas. Não demorei a perceber que elas eram directioners. Pediram autógrafos e fotos, e eu dei da forma mais simpática que pude. Quando elas se foram, observei minha namorada a minha frente. De costas pra mim, mexendo atentamente em seu iPhone. Ela já estava acostumada a "aturar" as fãs todas as vezes que saíamos em público. Passei meus braços pela cintura dela, a chegando para mais perto de mim. Dei um beijinho em seu pescoço quente, repleto daquele perfume dela que eu AMO. Percebi que ela se arrepiou e sorri vitorioso com isso. Dei um outro beijo no ombro dela, só que dessa vez, mais demorado.

-Qual foi, Malik? -Ela me olhou divertida, com aquele sorriso que eu tanto amava observar- Na sala de cinema você faz isso, aqui não!
-É impossível evitar, amor. Seu pescoço ta tão delicioso, que eu poderia fazer isso a noite toda -Sorri com a língua entre os dentes.
-Tenta se controlar, por favor.
-Meus desejos masculinos falam mais alto -Sussurrei em seu ouvido e a vi se arrepiar novamente.
-Para de graça, garoto -Riu- Deixa pra me arrepiar em outro canto que não seja aqui. Cheio de gente e você fazendo isso comigo.
-Podemos ir pra casa então?
-Claro que não! Agora que a gente já enfrentou essa fila enorme. Ta quase chegando nossa vez, agüente mais um pouquinho.
-Fala sério, amor! Tive que entrar com você em lojas de lingerie, vestidos, shorts e várias outras lojas femininas super chatas. Só to te pedindo uma coisa e você recusa depois de tudo que eu aturei essa noite?
-Da pra abaixar esse fogo, Zayn Malik? Meus Deus do céu! -Ela respondeu e eu bufei irritado, soltando meus braços de sua cintura e me afastando.

Depois de alguns poucos minutos, analisei minha namorada de cima abaixo. Por que os shorts dela tinham que ser tão curtos? Ela acha que eu aturo esses idiotas olhando pra ela? Abaixei o tecido jeans da perna dela, e ela virou sua cabeça pra mim, me fuzilando com os olhos em reprovação ao meu ato.

-Que foi? -perguntei como se nada tivesse acontecido.
-Mais que coisa hein!!! -Ela respondeu.
-Seu short que estava muito curto, Mariana, nem vem!
-Ele não estava curto!
-Se eu to falando que tava, é porque tava, agora para de ser teimosa.
-E você para de ser chato.
-Nao to sendo chato.
-Imagine se estivesse sendo...
-IHHH!! -Reclamei.

Ela ia responder alguma coisa, mas foi interrompida pela atendente falando "próximo". Comprei os ingressos e insisti para comprar pipoca. Depois de alguns minutos, entramos na sala de cinema. O filme ainda não tinha começado, estava passando trailers.

-Você leu o livro? -Perguntei, me referindo ao filme que veríamos.
-Aham... Eu só posso dizer que eu vou chorar vendo esse filme.
-Fala sério, Mariana! -Eu ri.
-To falando sério, Zayn! -Ela acompanhou minha risada.
-Se você me avisasse, eu teria comprado um lenço antes -Ela me deu língua, e eu entrelacei nossas mãos.

[...]

-Cacete, Mariana, molhou meu ombro todo! -Reclamei, rindo da cara dela. Minha namorada era muito sentimental. Como ela pode chorar tanto com um filme.
-Ah, cala boca, Malik! Você não tem coração -Ela disse me dando um tapa.
-Tenho sim! -Fingi estar ofendido e ela gargalhou.
-Você não chora, amor. Poxa!
-Aquele Gus só pode ser viado, não é possível! -Ao falar isso, levei um tapa da minha namorada, mas eu já esperava algo relacionado a isso, já que ela ficou falando o filme inteiro que ele era maravilhoso.
-Ele é lindo, para!
-Ele é feio.
-Você só pode estar cego! -Ela revirou os olhos.
-Mas eu te acho linda. Então ao me chamar de cego, você está se ofendendo, dona Mariana!
-Mas... Ah, eu... AH, cala boca, Zayn! -Gargalhamos. Demos mais alguns passos e sentamos numa mesa livre da praça de alimentação.
-O que quer comer? -Perguntei, olhando as lojas ao redor.
-Eu tô sem fome. Comemos um balde de pipoca!
-Pipoca não alimenta, amor!
-Claro que alimenta, bebê! Você que come muito, e de verdade, eu não sei como consegue ser magrelo desse jeito.
-Eu sou magrelo, mas sou gostoso -Pisquei para ela, que riu.
-Por que eu te namoro mesmo?
-Porque eu sou maravilhoso? -Perguntei, como se fosse óbvio.
-Não, eu acho que é porque eu tenho uma queda por idiotas.
-Adorei ouvir isso! -Disse irônico.

Por fim, eu resolvi pedir pizza, e como eu obriguei ela a comer comigo, deixei ela escolher o sabor. A pizza chegou depois de alguns minutos, e o garçom ficou encarando a Mariana. Eu odeio isso, será que ele não percebe que ela tá acompanhada? Quando o tal garçom idiota colocou a pizza sobre a mesa, continuou encarando minha namorada, e ela nem percebeu. Fingi uma tosse, e disse um "Tá tudo ok, cara". Ele assentiu envergonhado e ralou.

-Que foi? -Ela perguntou, talvez pelo jeito que eu falei com ele.
-Ele estava te comendo com os olhos!
-O que? Claro que não, Zayn!
-Juro que estava.
-Que namorado ciumento eu tenho, hein.
-Eu só cuido do que é meu, tá? E ele é cara de pau, porque viu que tu estava acompanhada, mas continuou te encarando.
-Eu nem percebi.
-Por isso que eu não gosto quando você sai sem mim -Ela revirou os olhos com meu comentário- Eu sei o que um homem pensa quando vê uma mulher gostosa na rua, por isso falo isso, entende?
-Acontece, meu amor... -Ela segurou meu queixo- Que eu sou comprometida e estou apaixonada. Não ia dar mole pra qualquer um -Me deu um selinho.
-Seu namorado é um cara de sorte -Entrei na brincadeira dela.
-É, eu sei disso! -Ela disse, de modo divertido e eu gargalhei.
-Essa pizza tá boa, né? -Disse, depois de engolir um pedaço saboroso.
-Não sei, deixa eu ver! -Ela pegou um pedaço que EU tinha cortado para EU comer e enfiou dentro da boca. A encarei indignado.
-Que namorada abusada eu tenho, hein -Imitei a fala dela, que me deu língua.
-É, tá gostosa mesmo -Ela pegou o celular da bolsa- Olha aqui, amor, vamos tirar uma selfie.

Revirei os olhos, mas olhei para a câmera do iPhone dela. A foto ficou maneira, a gente estava fazendo careta com a pizza, e isso, fez pessoas olharem para gente, mas eu entendi. Não é sempre que eles vêem Mariana Jullian e Zayn Malik, CASAL DO ANO, tirando selfie com PIZZAS, no meio da praça de alimentação. 
Nós somos dois idiotas apaixonados, apenas isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário