IMAGINE. LEIA. NAVEGUE.

sábado, 12 de abril de 2014

Secretária piranha

Imagem relacionada

Bati as portas atrás de mim com força, indo em direção ao banheiro com uma enorme vontade de socar a cara do Harry. Vontade de socá-lo só por causa da sua lerdeza tamanho INFINITA para não perceber o que REALMENTE acontecia.

Ok, você não deve estar entendendo nada, mas vou explicar. A secretária de estúdio do Harry é daquelas bem piranhas, sabe? Que vai trabalhar com roupas minúsculas, dá mole para todos, quer pegar geral, ainda pensando no seu ex, enfim... Uma piranha mesmo!

O maior problema disso tudo é que ela dá mole para o Harry, e ele não percebe isso. Por mim, essa mulher já estava no olho da RUA! Nem ia ter tanto trabalho para achar outro emprego. É só ir na esquina da casa dela, e ficar rodando a bolsinha. Esse emprego combina DEMAIS com ela, já que ela quer dar a merda da bunda dela para todo mundo, inclusive para o MEU, TODO MEU, EXCLUSIVAMENTE M-E-U namorado. Ok, eu quando estou com ciúmes fico assim mesmo. Mas essa mulher me irrita profundamente. 

Um outro problema também é que uma vez eu peguei ele olhando para os decotes dela, que estava quase entrando na boca dele (exagerei um pouco, mas ok). Ele estava sentado, e ela em pé vendo alguns papéis na mesa dele. Ainda bem que eu cheguei na hora. Só para deixar claro, confio muito no meu namorado, mas nem um pouco nessa mulher.

Hoje foi a festa de um dos amigos que ela e Harry tinham em comum. Fui pegar refrigerante para mim e para Harry, mas quando voltei, a vi passando seus dedos nos cachos do meu namorado. Só eu posso mexer/tocar/massagear/pentear os cachos dele. Mas e o que o idiota do Styles estava fazendo? Sorrindo fofamente para ela. Sem perceber que o que ela realmente queria era o corpo nu dele na cama dela (só eu posso ter isso também, só para lembrar).

Pode parecer uma cena boba para vocês, mas para quem sabe do que essa mulher é capaz, como EU sei, é horrível ver aquela maldita, ridícula, horrorosa cena. Harry me viu, e eu saí andando para o lado de fora da festa, a passos rápidos. Quando ele me alcançou, perguntou o que estava acontecendo, apesar de eu saber que ele sabia o que era. Resolvemos ir embora, sem se despedir de ninguém mesmo. Não estava com paciência para aquilo naquele momento. Por isso cheguei em casa com raiva.

Assim que cheguei, fui lavar meu rosto para ver se a raiva amenizava pelo menos um pouco. Não resolveu muito, ainda mais quando eu vi Harry vindo atrás de mim. Ele começou a dizer:

-Amor, para com isso.
-Harry, deixa eu ficar chateada, tenho todo o direito.
-Não acho que você tenha direito de ficar chateada com isso!
-Mas eu tenho e fim -ele riu- Posso saber o motivo da graça?
-Você com ciúmes... Tão perfeita!
-Espero que saiba que "gracinhas' não vão resolver.
-Estou apenas falando a verdade -revirei os olhos.
-Obrigada pela sinceridade fofinha -sorri irônica e fui para a sala, e ele atrás de mim.
-Amor da minha vida, para com isso, vai... Por favor -ele se aproximou, ficando perto DEMAIS de mim- É besteira isso.
-Não acho que seja besteira!
-Eu acho! -ele agarrou minha cintura e ficamos cambaleando para trás, até eu sentir minhas costas encostarem na nossa parede da sala. Ele se aproximou para me beijar e eu virei o rosto, não queria beijá-lo agora. -Não quer me beijar? Não sai daqui até me dar um beijo.

Ótimo! Ele me prendeu, não tinha mesmo como eu sair de onde estava, até eu lhe dar um beijo. Tudo bem que não estava tão ruim ficar ali, sentindo aquele cheiro de seu perfume que eu havia dado à ele de presente de natal.

-Por que não pede beijos para a piranha da sua secretária? -tentei empurrá-lo, mas sem sucesso- Aposto que ela iria correndo fazer isso.
-Para com isso, (s/n), ela só me elogiou e eu agradeci.
-Ela elogiou seus cachos também? Disse que estavam lindos e macios?-revirei os olhos.
-Foi exatamente o que ela elogiou. -ele respondeu-
-Harry, será que não percebe que ela dá em cima de você?
-Ela não dá em cima de mim, amor!
-É, naquele dia, ela só colocou você para quase cheirar os peitos dela que estavam saindo daquele sutiã que ela chama de blusa porque isso é a nova moda entre a secretária e o patrão, né?-bufei.
-Amor -ele riu, mais uma vez- Para com isso. E só para você saber... Seus peitos são bem maiores e melhores que os dela. -ele disse com aquela voz sexy. Ahhh!
-Legal você falar isso só para eu parar com... -ele me interrompeu.
-Estou falando sério, amor. Você é bem mais gostosa! Tem mais bunda, peito, tem essas coxas que eu adoro -ele apertou minhas coxas- Sem falar dessa sua boca carnuda que eu amo beijar, esse seus olhos cor de mel que me deixa louco. Tudo em você é perfeito.

Ok, eu não sabia mais o que falar depois dessa. Ele sabia disso então colou nossos lábios, e dessa vez, como eu não tinha saída por ele ainda estar me prendendo, deixei. Brincadeira, eu não queria mesmo deixar de beijá-lo. Ele beija muito bem. É viciante. Ele passou sua mão safada por todo o meu corpo, enquanto eu embolava meus dedos em seus cachos e ele chupava meu pescoço ferozmente. Aquilo iria deixar marcas, eu tinha certeza!


Nem preciso dizer o que acabamos fazendo, e repetindo e repetindo o resto da noite, né? SEXO! Foi uma boa reconciliação para o ciúmes que eu senti nessa noite...

Nenhum comentário:

Postar um comentário